A mecanização e o futuro dos cortadores de cana

Aos poucos, as usinas de Alagoas começam a adotar – ainda em nível experimental – a colheita mecanizada nas plantações de cana-de-açúcar. Apenas cinco das pouco mais de vinte agroindústrias que atuam no Estado testam a eficácia e os impactos da mudança, que será uma exigência legal daqui a mais uns anos.

Os motivos para impor aos empresários do setor sucroalcooleiro a mecanização no campo são nobres e tentam solucionar problemas atávicos da indústria do açúcar e do álcool no Brasil, como as péssimas condições de trabalho especialmente no corte de cana e os malefícios ambientais provocados pela queima.

Diferente do Centro-Sul do País, a região Nordeste tem uma preocupação adicional ao cumprir com a norma do Ministério do Trabalho e do Meio Ambiente. Enquanto as usinas se preocupam nos investimentos que terão que fazer em aquisição de máquinas, caminhões, equipamentos, capacitação de mão-de-obra e adequação de toda a lógica produtiva do plantio à recepção da matéria-prima na indústria, governadores e prefeitos nordestinos precisam se preparar para lidar com uma nova realidade que aponta para uma verdadeira legião de trabalhadores sem emprego.

Sem dúvida, a mecanização será uma revolução com todas as suas implicações boas e ruins. Diante do imenso desafio, os técnicos das usinas são uníssonos ao dizer que este é um caminho sem volta, um avanço para o setor, mas se perguntam sobre o futuro dos cortadores de cana.

Em Alagoas, mais de cem mil trabalhadores dependem dessa renda para sustentar suas famílias. Quando a safra passa, recebem seguro-desemprego e muitos deles ainda seguem para o Centro-Sul do país, onde a colheita coincide com a entressafra do Nordeste.

Alguns destes trabalhadores serão absorvidos pelas usinas, mas a imensa maioria engordará as estatísticas negativas do Estado. Será que tem alguém aí pensando numa saída?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: